Por que o WordPress?

Publicado em por . Arquivado em Geral.

Este texto é uma tradução livre de um post do  no Make WordPress Design. Ele expressa tão bem esse espírito de liberdade que move a comunidade e que atinge diretamente cada usuário da ferramenta que decidimos compartilhar por aqui, em Português.


O WordPress tem orgulho de ser um sistema feito pela comunidade e que compete contra gigantes. O WordPress acredita que essa colaboração para o sucesso uns dos outros forma a base da Internet. Uma tecnologia poderosa que existe para dar mais liberdade para os usuários parece improvável nos dias de hoje, mas foi assim que o WordPress começou.

A partir de 2003, uma simples solução para tornar mais fácil a construção de um site evoluiu para a mais comum e mais amada tecnologia hoje: o WordPress. Ele é um exemplo de como focar na simplicidade abriu caminho para mais de um quarto dos sites do que hoje chamamos de rede mundial de computadores.

Os inventores terem dado todo o código do WordPress para o resto do mundo, de graça, foi algo decisivo. Ao compartilhar o WordPress, eles logo encontraram programadores, editores, designers e todos os outros tipos de profissionais de todos os cantos, prontos para participar e fazer o WordPress crescer.

Cada nova revisão do WordPress feita pela comunidade traz novas possibilidades para que mais pessoas entrem na Web — do blogueiro de viagem até os grandes publicadores. Como uma das consequências, o WordPress se tornou o melhor investimento em longo prazo da sua época, tanto por sua base fiel de seguidores quanto pela determinação compartilhada por sua comunidade.

Mas os tempos mudaram e as maiores companhias de tecnologia do mundo, e também algumas iniciantes menores, procuram controlar sua participação na Internet. Com o passar do tempo, elas construíram ratoeiras sofisticadas para capturar você em confortáveis micro-mundos e, por fim, limitam o que você pode fazer em um confinamento controlado.

A liberdade completa do WordPress acompanha a responsabilidade de conhecer o código “por trás dos panos” do seu site. Por isso, hoje a comunidade do WordPress trabalha duro desenvolvendo soluções livres de código, para que seu site seja lançado sem sacrificar em nada o poder ou flexibilidade característicos do WordPress.

Nunca haverá qualquer limitação no que você pode construir com o WordPress, a comunidade luta por sua liberdade. O WordPress está apostando em uma abordagem de alguma “montagem necessária”, para que você sempre possa ter a flexibilidade de ir mais longe do que você já criou. Deste modo, o WordPress não só se mantém acessível, ele também continua sendo a sua poderosa ferramenta de Faça-Você-Mesmo para a Internet.

O que você faz no WordPress é seu.

WordPress 4.8.1 – Atualização de manutenção

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

Depois de mais de 13 milhões de downloads do WordPress 4.8, temos o prazer de anunciar o lançamento da versão 4.8.1, uma versão de manutenção.

Este lançamento contém 29 ajustes e melhorias, com destaque para os acertos no widget de edição de texto e a introdução do widget de HTML personalizado. Para a lista completa de mudanças consulte as notas de lançamento, os tickets encerrados e a lista de modificações.

Faça o download do WordPress 4.8.1 ou visite o Painel → Atualizações e simplesmente clique em “Atualizar agora”. Sites com suporte a atualizações automáticas em segundo plano já começaram a se atualizar para o WordPress 4.8.1.

Agradecemos a todos que contribuíram para esta nova versão:
Adam SilversteinAndrea FerciaAndrew OzzAtanas AngelovbongerBoone GorgesBoro SitnikovskiDavid HerreraJames NylenJeffrey PaulJennifer M. DoddK. Adam WhiteKonstantin ObenlandMel Choycer-a-yReuben GundayRinku YSaid El BakkaliSergey BiryukovSiddharth ThevarilTimmy Crawford, e Weston Ruter.

A Fundação WordPress

Publicado em por . Arquivado em Geral.

Você sabia que existe uma fundação dedicada exclusivamente a proteger e perpetuar o acesso ao WordPress e a levar adiante todo o espírito livre que movimenta a comunidade? Para entender melhor como surgiu a Fundação WordPress, ou só “a Fundação” como é chamada pela comunidade, é preciso saber um pouco mais da história do WP.

Um pouco de história

No começo de 2003, Matt Mullenweg escreveu sobre a possibilidade de criar um fork, isto é, uma nova versão totalmente independente, para o b2 cafelog, uma ferramenta que não era atualizada há meses. Mike Little logo se interessou, entrou em contato com Matt e, por sugestão de uma amiga de Matt, Christine Tremoulet, batizaram a ferramenta de WordPress. No final de março o domínio wordpress.org já estava registrado e em maio foi lançada a versão 0.7, o primeiro lançamento oficial da ferramenta.

Entre 2004 e 2005, enquanto começavam a aparecer no mercado diversas plataformas de blogs, surgiu a ideia de um serviço desse tipo baseado no WP, o  wordpress.com. Um serviço deste tamanho, mesmo que baseado somente em doações, teria que ser gerido por uma empresa. Em março de 2005 surgiu a ideia da WordPress Inc., que meses depois se tornou a Automattic, um trocadilho com o nome de Matt, seu fundador.

Em 2006, a Automattic registrou a marca WordPress, tanto do software quanto do serviço e até 2010 manteve a marca. No começo daquele ano surgiu a Fundação WordPress.

Sobre a Fundação WordPress

A Fundação WordPress é uma organização sem fins lucrativos, responsável por proteger a marca WordPress. Somente ela, além do próprio Matt e da Automattic, pode usar a marca WordPress, seja em nome de projetos ou domínios como pode ser lido na página de política do uso da marca.

Pode parecer pouca coisa, mas com a presença que o WordPress tem no mercado, sua marca tem um valor financeiro altíssimo. A doação feita pela Automattic representa muito para a comunidade e para a longevidade da ferramenta, tornando mais independentes os caminhos do wordpress.com e wordpress.org.

Proteção das marcas

Além do WordPress, a Fundação também promove e protege o bbPress, uma ferramenta de fórum que funciona junto com WordPress, e o BuddyPress, que serve para criação de redes sociais.

A Fundação não é a dona do software, ela protege sua marca. Comentando um post que questionava o que aconteceria a todo esse ecossistema se algo acontecesse ao Matt Mullenweg, ele próprio diz que prefere passar o papel que desempenha no desenvolvimento do software para uma pessoa só ao invés de um comitê.

Matt Mullenweg é um ponto central do mundo WordPress, sendo tanto CEO da Automattic quanto presidente da Fundação, ele é o que chamamos de benevolent dictator for life, isto é, alguém que criou algo, viu uma comunidade se formar e divide com ela a maioria das decisões, mas ainda detém a palavra final.  A criação da Fundação e a cessão da marca salvaguardam a comunidade caso algum dia a gestão da Automattic passe para outras pessoas que não tenham interesse em dividir o nome do seu produto com um software livre.

O que a Fundação faz na prática

O apoio dado pela fundação vai desde os Meetups até, e principalmente para, os WordCamps. Só em 2015 a Fundação movimentou um total de quase US$ 3 milhões, recebendo doações e repassando para os comitês de organização, ajudando em tudo, desde alimentação até empréstimo de equipamento de áudio e vídeo.

A Fundação e o Brasil

Além da participação na organização dos nossos WordCamps, a Fundação tem em sua história um apoio muito especial à comunidade brasileira. Em 2015 foi lançada a bolsa de estudos Kim Parsell, um incentivo à participação de mulheres no WordCamp US, e a primeira vencedora foi a  Anyssa Ferreira, membra ativa da nossa comunidade.

WordPress 4.8 “Evans”

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

Uma atualização pensando em você

Prepare-se para um WordPress mais intuitivo!

A versão 4.8 do WordPress, chamada “Evans” em honra do pianista de jazz e compositor John William “Bill” Evans, está disponível para download ou atualização no seu painel do WordPress. Os novos recursos do 4.8 adicionam mais formas de se expressar e representar sua marca.

Embora algumas atualizações pareçam pequenas, elas foram feitas por centenas de contribuidores pensando em você. Prepare-se para novos recursos que você receberá de braços abertos: melhorias nos links, três novos widgets de mídia para imagens, áudio e vídeo, um widget de texto atualizado com suporte a edição visual e uma seção de notícias remodelada no seu painel, que traz os próximos eventos do WordPress perto da sua localidade.

Atualizações emocionantes nos widgets

Widget de imagem

Agora adicionar uma imagem a um widget é uma tarefa simples, possível para qualquer usuário do WordPress, sem necessidade de conhecimento de código. Simplesmente insira sua imagem direto nas configurações do widget. Tente adicionar uma foto de perfil ou uma imagem da sua aventura no último fim de semana e ela aparecerá automaticamente no seu site.

Widget de vídeo

Um vídeo de boas vindas é uma ótima maneira de humanizar a marca do seu site. Agora você pode adicionar qualquer vídeo da biblioteca de mídia do seu site à sua barra lateral com o novo widget de vídeo. Use um vídeo de boas vindas para apresentar seu site aos seus visitantes ou para promover seus conteúdos mais recentes.

Widget de áudio

É músico ou produz podcast? Adicionar um widget com seu arquivo de áudio nunca foi tão fácil. Faça o upload do seu arquivo de áudio na biblioteca de mídia, vá até as configurações do widget, selecione seu arquivo e está tudo pronto. Esta pode ser uma boa forma de adicionar uma mensagem de boas vindas mais convidativa também!

Widget de texto rico

Este recurso merece uma chuva de confetes na avenida principal! Agora é possível usar o editor visual no widget de texto. Adicione um widget em qualquer lugar e saia formatando. Crie listas, adicione ênfase e de maneira rápida e fácil insira links. Divirta-se com seus novos poderes de formatação e repare em tudo o que você pode alcançar em um tempo bem pequeno.

Limites dos links

Alguma vez você já tentou atualizar um link ou o texto de um link e achou que você não pode editar isso corretamente? Quando você edita o texto após o link, seu novo texto também acaba vinculado. Ou você edita o texto no link, mas seu texto termina fora dele. Isso é frustrante! Com limites de link, uma nova funcionalidade, o processo é simplificado e seus links funcionará corretamente. Você ficará feliz! Nós prometemos.

Eventos WordPress perto de você

Você sabia que o WordPress tem uma próspera comunidade offline com grupos se encontrando regularmente em mais de 400 cidades pelo mundo? O WordPress agora chama sua atenção para eventos que podem lhe ajudar a melhorar ainda mais suas habilidades com o WordPress, fazer amigos e, claro, publicar!

Este está se tornando rapidamente um dos nossos recursos favoritos. Enquanto você está no painel (porque você está atualizando seu site e escrevendo seus posts, certo?) todos os WordCamps e Meetups do WordPress perto de você serão exibidos.

Fazer parte da comunidade pode ajudar a melhorar suas habilidades no WordPress e a encontrar pessoas que você não encontraria de outra forma. Agora você pode encontrar eventos locais com facilidade, é só fazer login e dar uma olhada no novo widget de eventos e notícias no próprio painel.

Ainda mais felicidade para os desenvolvedores 🙂

Cabeçalhos mais acessíveis no painel de administração

Devido a novas regras de CSS, conteúdo alheio ao cabeçalho da área de administração, como links de “Adicionar novo”, não precisam mais estar nestas áreas. Isso melhora a acessibilidade para aqueles que usam tecnologias assistivas.

Remoção do suporte para arquivos WMV e WMA

Como cada vez menos navegadores dão suporte para o Silverlight, formatos de arquivo que necessitam da presença do plugin não recebem mais suporte pelos arquivos básicos. Os arquivos continuarão sendo exibidos como um link para download, mas não serão mais incorporados automaticamente.

Atualizações no multisite

Novas capacidades foram introduzidas na versão 4.8 com a intenção de remover chamadas para is_super_admin(). Além disso, foram adicionados novos ganchos e ajustes para uma maior granularidade no controle dos sites e na contagem de usuários por rede.

API JavaScript para o editor de texto

Com a adição do TinyMCE no widget de texto na versão 4.8 vem uma nova API JavaScript para instanciar o editor depois que a página for carregada. Isso pode ser usado para adicionar uma instância do editor em qualquer área de texto e personalizá-la com botões e funções.

API dos widgets de mídia

A introdução na versão 4.8 de um novo esquema para o widget de mídia na API REST cria novas possibilidades para outros widgets desse tipo no futuro, como galerias ou listas de reprodução. Uma classe básica é compartilhada pelos três novos widgets de mídia e cobre a maior parte das interações com a janela de mídia. Esta classe também torna mais fácil criar novos widgets de mídia e abre caminho para outras inovações.

Largura variável no Personalizar

Novos pontos de quebra no layout responsivo foram adicionados à barra lateral do Personalizar para torná-lo mais largo em telas de alta resolução. Os controles do Personalizar agora usam tamanhos baseados em porcentagem, ao invés de píxeis.

O esquadrão

Esta versão foi liderada por MattJeff Paul, com a ajuda dos fabulosos colegas a seguir. São 346 contribuidores responsáveis por este lançamento, sendo 106 deles contribuindo pela primeira vez. Coloque um Bill Evans para tocar no serviço de música que você mais gosta e dê uma olhada em alguns de seus perfis:

1naveengiri, 4nickpick, Aaron D. Campbell, Aaron Jorbin, abhishek, Abhishek Kumar, abrain, Adam Harley (Kawauso), Adam Silverstein, Adam Soucie, Afzal Multani, Ahmad Awais, ajoah, Alex Concha, Alex Floyd Marshall, Alex King, Alex Shiels, Andrea Fercia, Andrea Middleton, Andrew Nacin, Andrew Ozz, Andrew Rockwell, Andy Mercer, Ankit K Gupta, arena94, Arshid, Arun, asalce, ashokkumar24, Barry Ceelen, bcworkz, Bharat Kambariya, Blobfolio, bonger, Boone B. Gorges, Boro Sitnikovski, Brad Touesnard, Brady Vercher, Brandon Kraft, Brandon Lavigne, Bridget Willard, Bunty, Cami Kaos, Carl Alberto, Casey Driscoll, cazm, ccprog, Chandra Patel, chesio, chetansatasiya, Chirag Patel, Chouby, Chris Klosowski, Chris Mok, chriseverson, Christian Chung, Corey McKrill, Courtney P.K., Cristiano Zanca, csloisel, Curdin Krummenacher, Cyrus Collier, Daniel Bachhuber , Daniel Llewellyn, Daniele Scasciafratte, Darren Ethier (nerrad), Darshan_dj, darthaud, Daryl L. L. Houston (dllh), David A. Kennedy, David Anderson, David Binovec, David Herrera, David Shanske, davidbenton, designsimply, Dhanendran, Dharmesh Patel, Dhaval Parekh, dingo-d, Dion Hulse, Dominik Schilling, Dotan Cohen, DoubleH, DreamOn11, Drew Jaynes, Drivingralle, dspilka, Edwin Cromley, Ejner Galaz, Ella Iseulde Van Dorpe, emirpprime, Eric Andrew Lewis, Erick Hitter, Ethan Allen, Fabien Quatravaux, Felix Arntz, fibonaccina, Florian TIAR, Francesca Marano, Frank Neumann-Staude, Franz Josef Kaiser, Gabriel Maldonado, Garth Mortensen, Gary Cao, Gary Pendergast, George Stephanis, Gustave F. Gerhardt, hedgefield, Helen Hou-Sandí, helgatheviking, Hristo Pandjarov, Ian Dunn, ig_communitysites, Igor Zinovyev, imath, Ipstenu (Mika Epstein), ireneyoast, Ivan Stefanov, ivantedja, J.D. Grimes, Jack Reichert, Jake Spurlock, James Nylen, Jaydeep Rami, jazbek, Jeff Bowen, Jeff Farthing, Jeff Paul, Jeffrey de Wit, Jen Miller, Jeremy Felt, Jeremy Pry, Jignesh Nakrani, Jip Moors, jjcomack, Joe Dolson, Joe Hoyle, Joe McGill, John Blackbourn, John James Jacoby, John Regan, Jonathan Desrosiers, Jonny Harris, Joost de Valk, Josepha, Josh Pollock, Juhi Saxena, Justin Kopepasah, Justin Tucker, K.Adam White, kafleg, Kailey (trepmal), karinedo, Kathryn, kaushik, Keanan Koppenhaver, keesiemeijer, Kelly Dwan, Kite, kjellr, Konstantin Kovshenin, Konstantin Obenland, kostasx, kubik-rubik, KUCKLU, Lance Willett, Laurel Fulford, Lee Willis, leemon, LewisCowles, LiamMcArthur, Lucas Stark, lukasbesch, Luke Cavanagh, Maedah Batool, Mahesh Prajapati, mantismamita, Marin Atanasov, Mario Aguiar, Mark Jaquith, Mark Root-Wiley, Mark Uraine, Marko Heijnen, Matheus Martins, MatheusGimenez, mathieuhays, matias, Matt Wiebe, Matthew Boynes, Matthew Haines-Young, mattyrob, Maxime Culea, Mayo Moriyama, Mayur Keshwani, Mel Choyce, Menaka S., Michael Arestad, michalzuber, michelleweber, Miina Sikk, Mike Crantea, Mike Hansen, Mike Jolley, Mike Little, Mike Nelson, Mike Schroder, Milan Dinić, Milind More, Mithun Raval, MMDeveloper, Mohammad Jangda, mohanjith, monikarao, Morgan Estes, moto hachi ( mt8.biz ), MrGregWaugh, mschadegg, Muhammet Arslan, MULTIDOTS, Naoko Takano, Naomi C. Bush, Nate Reist, Ned Zimmerman, Nick Halsey , Nikhil Chavan, Nitin Kevadiya, Nitish Kaila, nobremarcos, NoseGraze, nsundberg, nullvariable, odyssey, page-carbajal, Pascal Birchler, Paul Bearne, Paul Biron, Paul de Wouters, Paul Ryan, pavelevap, Payton Swick, pdufour, Perdaan, Peter Wilson, Philip John, Piotr Delawski, Piotr Soluch, postpostmodern, Pranali Patel, Pratik Shrestha, Presskopp, printsachen1, Priyanka Behera, prosti, ptbello, Rachel Baker, Rafael Ehlers, raggedrobins, raisonon, Rami Yushuvaev, ramiabraham, ranh, RC Lations, redrambles, reidbusi, reldev, rellect, RENAUT, rensw90, reportermike, Rian Rietveld, Riddhi Mehta, Robbie Cahill, Robert O’Rourke, Robin Cornett, runciters, Ryan Boren, Ryan McCue, Ryan Welcher, Sagar Jadhav, Sagar Prajapati, sagarkbhatt, Sal Ferrarello, Samantha Miller, Sami Keijonen, Samuel Sidler, Sanket Parmar, sathyapulse, sboisvert, Scott Reilly, Scott Taylor, Sean Hayes, Sebastian Pisula, Sergey Biryukov, sfpt, sgolemon, Shady Sharaf, Shashwat Mittal, shazahm1, shulard, slbmeh, Soren Wrede, Stanimir Stoyanov, Stephane Daury (stephdau), Stephen Edgar, Stephen Harris, Steven Word, Storm Rockwell, Sudar Muthu, Supercoder, Sybre Waaijer, szaqal21, taggon, Takayuki Miyauchi, Takayuki Miyoshi, Tammie Lister, technopolitica, teinertb, tejas5989, terwdan, tharsheblows, theMikeD, thepelkus, Thorsten Frommen, Timmy Crawford, Timothy Jacobs, timph, tmatsuur, tomdxw, Topher, Travis Smith, triplejumper12, truongwp, tymvie, Ulrich, Utkarsh, vaishu.agola27, vijustin, vortfu, Weston Ruter, wpfo, xrmx, ze3kr, e Zeljko Ascic.

Finalmente, agradecemos a toda a comunidade de tradutores que trabalharam no WordPress 4.8. Seus esforços trazem o WordPress 4.8 completamente traduzido em seu lançamento para 38 idiomas e vem mais por aí.

Você quer falar sobre o WordPress 4.8? Compilamos um kit para imprensa compilando informações sobre os recursos desta versão e alguns arquivos de mídia que podem ajudar.

Se você quer nos acompanhar ou ajudar, dê uma olhada no Make WordPress e no nosso blog de desenvolvimento dos arquivos básicos. Agradecemos por escolher o WordPress — esperamos que você goste!


WordPress 4.8 Release Candidate

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

O release candidate (versão candidata, em tradução livre) do WordPress 4.8 já está disponível.

Este tipo de lançamento significa que achamos que está tudo pronto, mas com milhões de usuários e milhares de plugins e temas, é possível que tenhamos deixado passar alguma coisa. Esperamos lançar a versão 4.8 do WordPress em 8 de junho, uma quinta-feira, mas precisamos da sua ajuda para isso. Se você ainda não testou a versão 4.8, agora é a hora!

Para testar o WordPress 4.8 você pode usar o plugin WordPress Beta Tester ou fazer o download do release candidate aqui (zip).

Fizemos um monte de mudanças desde o lançamento da versão Beta 2, no começo da semana. Para mais detalhes sobre as novidades da versão 4.8, leia os posts sobre a Beta 1 e Beta 2.

Acha que encontrou um bug? Publique no fórum de versões Alfa/Beta/RC. Se aparecer qualquer problema, você poderá encontrá-lo aqui.

Desenvolvedores, testem seus plugins e temas na versão 4.8 do WordPress e atualize a informação Testado até o WordPress para 4.8 no arquivo readme. Se você encontrar problemas de compatibilidade publique nos fóruns de suporte para que possamos resolvê-los antes do lançamento da versão final – trabalhamos duro para evitar que as coisas parem de funcionar. Um guia aprofundado sobre as mudanças voltado para desenvolvedores será publicado em breve no blog de desenvolvimento dos arquivos básicos.

Ajude-nos a traduzir o WordPress para mais de 100 idiomas, inclusive o Português!

O haicai desta versão é uma cortesia de @matveb:

Érrese uno
Cien veces y más
Erre ce dos

Agradecemos a ajuda nos testes das últimas versões do WordPress.

WordPress 4.8 Beta 2

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

WordPress 4.8 Beta 2 já está disponível!

Mas lembre-se, versões beta são de um software ainda em período de testes, com isso não recomendamos que você utilize esta versão em seu site ainda. Considere utilizar este verão apenas para testar as novas funcionalidades desta versão (mencionadas no post sobre a versão beta 1 deste release). Caso você seja um desenvolvedore de plugins ou temas, recomendamos o teste também para garantir que seu tema está alinhado com as novidades desta versão.

Ainda sobre esta nova versão, com a adição dos novos widgets de áudio e vídeo, foi descoberto que arquivos no formato WMV e WMA não são mais suportados pela biblioteca de mídia utilizada no WordPress, a MediaElements.js, com isso o suporte nativo a estas extensões foi removida do WordPress. Caso necessite utilizar tais arquivos através de plugins, você pode utilizar a função para adicionar tal compatibilidade citada neste post no Make (onde a comunidade que está desenvolvendo a nova versão documenta as conversas importantes relativas a todo universo WordPress).

WordPress 4.7.5 – Atualização de segurança e manutenção

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

O WordPress 4.7.5 já está disponível. Esta é uma atualização de segurança para todas as versões anteriores, recomendamos que você atualize seus sites imediatamente.

As versões 4.7.4 e anteriores do WordPress foram afetadas por seis problemas de segurança:

  1. Validação insuficiente dos redirecionamentos na classe HTTP. Relatado por Ronni Skansing.
  2. Manipulação imprópria dos valores dos metadados dos posts na API XML-RPC. Relatado por Sam Thomas.
  3. Falta de verificação de capacidades para os metadados dos posts na API XML-RPC. Relatado por Ben Bidner da equipe de segurança do WordPress.
  4. Uma vulnerabilidade a ataques por falsificação de solicitação entre sites (CRSF, do inglês Cross Site Request Forgery) descoberta na troca de informações sobre credenciais no sistema de arquivos. Relatado por Yorick Koster.
  5. Uma vulnerabilidade a execução de scripts de outros sites (XSS, do inglês Cross-Site Scripting) descoberta na tentativa de uploads de arquivos grandes. Relatado por Ronni Skansing.
  6. Uma vulnerabilidade a XSS relacionada ao Personalizar. Relatado por Weston Ruter da equipe de segurança do WordPress.

Agradecemos a todos os que identificaram e relataram esses problemas pelo modo responsável como isso foi feito.

Além destas questões de segurança, o WordPress 4.7.5 contém 3 ajustes de manutenção para a série de versões 4.7. Para mais informações, leia as notas de lançamento ou consulte a lista de mudanças.

Faça o download do WordPress 4.7.5 ou navegue pelo Painel → Atualizações e clique em “Atualizar agora”. Sites com suporte a atualizações automáticas em segundo plano já começaram a se atualizar para o WordPress 4.7.5.

Agradecemos a todos que contribuíram para a versão 4.7.5.

WordPress agora está na HackerOne

Publicado em por . Arquivado em Segurança.

O WordPress cresceu muito nos últimos 13 anos e agora ele está por trás de mais de 28% dos 10 milhões de sites de maior destaque na Web. Durante este crescimento, cada equipe do WordPress trabalhou com afinco para melhorar continuamente suas ferramentas e processos. Hoje, a Equipe de Segurança do WordPress tem o prazer de anunciar que agora o WordPress está oficialmente na HackerOne!

HackerOne é uma plataforma criada para que pesquisadores em segurança possam comunicar a nossa equipe as vulnerabilidades por eles encontradas, de maneira segura e responsável. Ela dispõe de ferramentas que melhoram a qualidade e consistência da comunicação com estes pesquisadores, e permite reduzir o tempo gasto em responder problemas mais comuns já relatados. Isso libera nossa equipe para despender mais tempo trabalhando em melhorias na segurança do WordPress.

A equipe de segurança do WordPress tem trabalhado neste projeto já faz algum tempo. Nikolay Bachiyski iniciou a equipe de trabalho há um pouco mais de um ano. O projeto rodou como um programa privado enquanto nós desenvolvíamos nossos procedimentos e processos, e estamos entusiasmados em finalmente torná-lo público.

Com o anúncio do programa WordPress HackerOne, também apresentamos o programa de recompensas Bug Bounties (ou “recompensas por bugs”, em Português). O Bug Bounties nos permite recompensar aqueles nos comunicam bugs e brechas encontradas, além de nos auxiliar a manter mais seguro nossos produtos e infraestrutura. Nós já distribuímos mais de US$ 3.700 em recompensas a sete diferentes pesquisadores! Ficamos agradecidos a Automattic por pagar estas recompensas em nome do projeto WordPress.

O programa e as recompensas se estendem a todos os nossos projetos, incluindo WordPress, BuddyPress, bbPress, GlotPress e WP-CLI, bem como todos os nossos websites, incluindo WordPress.org, bbPress.org, WordCamp.org, BuddyPress.org e GlotPress.org.

WordPress 4.8 Beta 1

Publicado em por . Arquivado em Lançamentos.

De acordo com o post publicado por Matt Mullenweg no blog do WordPress.org a equipe/comunidade mundial do WordPress.org está planejando uma versão nova do WordPress para o próximo mes, trazendo três melhorias principais:

  • Experiência aprimorada no editor visual, com um novo TinyMCE que permite que você navegue mais intuitivamente em elementos inline, como links.
  • Alteração no widget de notícias do painel administrativo trazendo os Meetups e WordCamps que estão por vir e os mais próximos de você.
  • Vários novos widgets de mídia para imagens, áudio e vídeo, e um aprimoramento no widget de texto para oferecer suporte à edição visual.

O primeiro beta do WordPress 4.8 já está disponível para testes. Você pode utilizar o plugin Beta Tester para baixar esta versão beta e testar estas novidades. O objetivo disso é tornar as postagens com links mais intuitivas, criar widgets de forma mais fácil para novos usuários do WordPress e também para os que já utilizam a ferramenta, além de fazer com que mais utilizadores do WordPress se conscientizem e prestigiem os eventos de nossa comunidade.

WordPress 4.8 não dará mais suporte para IE 8, 9 e 10

Publicado em por . Arquivado em Geral.

No fim de semana do dia 22 de abril, Matt Mullenweg anunciou que a versão 4.8 do WordPress não terá mais suporte para as versões 8, 9 e 10 do IE. Duas semanas antes, o suporte a navegadores foi discutido pelos colaboradores para definir os requisitos técnicos para o novo editor.

A Microsoft descontinuou o suporte para os IE 8, 9 e 10 em janeiro de 2016, o que significa que estas versões não recebem mais atualizações de segurança. Mullenweg disse que a tentativa de continuar dando suporte para estes navegadores está impedindo o avanço do desenvolvimento do WordPress.

“Acredito que o pessoal com estes navegadores provavelmente está preso a eles por algum motivo fora de seu controle, como estar em uma biblioteca ou coisa assim”, disse Mullenweg. “Dependendo de como você conta, estes navegadores juntos estão sendo usados por volta de 3% ou menos que 1% do total de usuários, mas, de qualquer forma, eles ficaram abaixo da linha de corte onde é útil ao WordPress continuar se desenvolvendo”.

Em um esforço para determinar quantas pessoas continuam usando estes navegadores inseguros e obsoletos, Jonathan Desrosiers coletou dados de três fontes diferentes. Os números abaixo representam o uso global do IE publicado pela StatCounter’s GlobalStats, que segundo Desrosiers são praticamente idênticos aos números do WordPress.com:

  • IE8: 0,41%
  • IE9: 0,26%
  • IE10: 0,26%
  • IE11: 3,79%

O WordPress não parará completamente de funcionar nestes navegadores, mas depois do lançamento da versão 4.8 os colaboradores não testarão novos recursos em versões antigas do IE. Algumas funções do painel poderão ser mais limitadas. Mullenweg confirmou que as próximas versões do TinyMCE não darão mais suporte para versões anteriores do Internet Explorer.

O uso global do IE caiu de 7,44% em março de 2016 para 4,18% em março de 2017. Com o aumento do uso de dispositivos móveis a participação do IE neste mercado vem diminuindo. Outubro de 2016 foi o primeiro mês na história no qual o tráfego oriundo de celulares e tablets ultrapassou o de desktops. Com esta tendência de queda do uso de desktops, o IE será praticamente enterrado em alguns anos.

“Fui bastante pressionado a encontrar uma agência governamental americana rodando uma versão do IE mais baixa que a 11”, comentou Andrew Nacin, líder de desenvolvimento do WordPress, durante o anúncio. “Sites de agências governamentais também veem tráfego insignificante vindo de versões do IE menores que a 11”.

A decisão de parar com o suporte a versões 8, 9 e 10 do IE foi recebida com celebração pela comunidade de desenvolvedores do WordPress. Concentrar-se em navegadores que ainda recebem atualizações de segurança é um uso melhor de tempo e recursos dos colaboradores de ferramentas de código aberto. Esta política de suporte do WordPress ao IE também pode ser usada como argumento por desenvolvedores que atendem a clientes que pedem por suporte a navegadores inseguros.

Naturalmente, o tópico sobre aumentar requisitos mínimos dos navegadores resultou no lobby de desenvolvedores para acabar com o suporte para o PHP 5.2, que teve sua vida encerrada há seis anos. Em março de 2015, estatísticas do WordPress estimaram em 16, 6% o uso do PHP 5.2, mas o número caiu drasticamente para 5,1% hoje. A tarefa de atualizar um navegador para sua última versão é fácil para os usuários, mas atualizar versões do PHP ainda é um pouco complicado para aqueles que não recebem ajuda de suas empresas de hospedagem. Os 5,1% usando PHP 5.2 representam milhões de usuários que precisariam transpor um obstáculo significativo para poder usar a última versão do WordPress.

Traduzido de https://wptavern.com/wordpress-4-8-will-end-support-for-internet-explorer-versions-8-9-and-10