Mudanças no glossário

Olá, gostaria de sugerir uma mudança no glossário.

Termo em inglês: meta field e meta key

Observações:

Na documentação do WordPress, temos essa explicação referente a definição de campos personalizados:
“WordPress has the ability to allow post authors to assign custom fields to a post. This arbitrary extra information is known as metadata.”

Aqui, é estabelecido o termo “metadata”. Esse termo já é traduzido como “metadados” e já está no glossário, inclusive. Aqui, acho válido dizer que o prefixo “meta” só é seguido de hífen se a próxima palavra começar com “a” ou “h”, ou seja, a tradução está correta.

Seguindo na documentação, é explicado que metadados são gerenciados pelos pares de “key/value”. Eu não achei, na documentação do WordPress, nenhuma menção a expressões como “meta fields” ou “meta key“, mas elas são muito comuns em plugins.

A minha teoria é a de que por causa dos nomes de funções e de hooks (ex.: WP_REST_Meta_Fields, get_meta_keys(), registered_meta_key_exists(), etc.), os desenvolvedores dos plugins acabaram naturalmente criando essas expressões como uma simplificação. Ao invés de dizer “metadata key” ou “metadata field”, reduziu-se para “meta key” ou “meta field”.

Tendo em vista a popularidade dessas expressões, eu pensei em convencionar a tradução dos termos para que os tradutores possam traduzir sem medo de perder o sentido e, ao mesmo tempo, respeitar a intenção do autor de ter um termo curto que identifique esses aspectos técnicos.

Mas confesso que eu, particularmente, não saberia escolher uma tradução mais adequada. Então vou listar as possibilidades aqui pra gente escolher em conjunto:

1) “meta key” e “meta field” (original): A gente sempre tentar evitar manter o termo em inglês, principalmente quando existem palavras em português que substituem bem. Por isso eu não curto muito. Mas poderia ser uma opção pensando que o termo tem ligação com as funções.

2) “chave meta” e “campo meta”: É curto e direto, além de já ser uma tradução bastante usada. Mas eu acho que foge um pouco do sentido, porque parece que “meta” é o nome da chave/do campo, ao invés de ser sua característica.

3) “metachave” e “metacampo”: Nesse caso, o meta vira um prefixo da palavra o que eu acho que muda também seu significado. O prefixo exprime a noção de reflexo sobre si e pertence aos “dados” (são chaves de metadados e não metachaves de dados).

4) “chave de metadados” ou “campo de metadados”: Essa opção foge um pouco da intenção de deixar curto, mas talvez seja o mais claro.

5) “chave de meta” ou “campo de meta”: Assumindo minha hipótese de redução da expressão original como verdadeira, acho que essa ideia aqui talvez seja a tradução mais fiel.

E aí, o que vocês acham?

Eu confirmo que já entrei para a comunidade do WordPress Brasil no Slack.

#glossario

Mudanças no glossário

Olá, gostaria de sugerir uma mudança no glossário.

Termo em inglês: drop-down / dropdown
Sugestão: menu suspenso

Observações:
A Wikipédia define “drop-down” como um “elemento de controle gráfico, semelhante a uma caixa de listagem, que permite ao usuário escolher um valor de uma lista”.
Esse caso é parecido com o que eu descrevi aqui ao falar do “radio button”. É um termo relativamente comum que poderíamos convencionar usar sempre do mesmo jeito.
Na ferramenta de consistência (1, 2), esse termo aparece traduzido como “menu suspenso”, “suspenso”, “lista suspensa”, “lista de seleção” e “menu dropdown”.
Na pesquisa de terminologia da Microsoft, usa-se “menu suspenso” e “suspenso”.

Eu particularmente traduzo como “menu suspenso”, acho uma forma bem clara, mas queria ver o que vocês acham pra gente incluir no glossário dessa forma.

Eu confirmo que já entrei para a comunidade do WordPress Brasil no Slack.

#glossario